Vistoria de imóveis: CHECKLIST

O recebimento de um imóvel novo é um momento muito aguardado, porém, a ansiedade deve ser deixada de lado durante a vistoria com a construtora: é aqui o proprietário vai verificar o correto funcionamento de algumas instalações e apontar possíveis defeitos ou vícios de construção, para que sejam corrigidos em tempo hábil.

 

A Larissa Zarpelon, arquiteta e sócia da Z3 – uma empresa especializada em execução e gerenciamento de obras – reforça que a presença de um engenheiro civil de sua confiança no ato da vistoria é muito importante. Se algum defeito ou vício de construção for encontrado, ele vai emitir um laudo com Anotação de Responsabilidade Técnica (ART/ CREA) pela vistoria, a qual deverá ser encaminhada para a construtora.

 

 

É importante mencionar que alguns defeitos ou vícios de construção só podem ser percebidos a partir do momento em que o imóvel passa a ser habitado, como a impermeabilização do contrapiso das áreas molhadas ou a estabilidade da edificação, por exemplo. Para estes casos, existem as garantias previstas por lei, que se estendem de 3 meses até 5 anos após a entrega do imóvel.  Há garantias mesmo para alguns itens que são objeto da vistoria – porém, o melhor mesmo é realizar esta análise com o máximo de cuidado, em conjunto com o funcionário da construtora e um engenheiro, pois, nesta fase, ainda há funcionários da construtora mobilizada na obra e fica fácil corrigir vícios e reparar alguma instalação defeituosa.

A maioria das construtoras fornece uma lista dos itens a serem verificados, porém, algumas deixam de lado alguns aspectos importantes. Pensando nisso, A Larissa preparou para o Portal WebReforma um checklist para te ajudar a não deixar nenhum item de lado durante a vistoria.

Veja o que você precisará levar:

·         Trena

·         Nível

·         Balde

·         Bola de gude  – para conferir o caimento dos ambientes molhados

·         Cabo de vassoura  – para verificar a presença de revestimentos soltos (salto de sapato pode servir)

·         Etiquetas adesivas – para assinalar peças de revestimento soltas

·         Papel e caneta para anotações

·         Máquina fotográfica

 

Checklist para vistoria:

Geral

·         Conferir se dimensões dos ambientes, das portas e passagens estão de acordo com o projeto

·         Conferir se acabamentos, revestimentos, rodapés e itens personalizados foram entregues conforme o acordado entre comprador e construtora

Áreas molhadas

·         Verificar caimento correto do piso em direção aos ralos

·         Verificar se não há falhas, partes soltas ou trincadas nos rejuntes

Janelas

·         Abrir e fechar as janelas algumas vezes para conferir se há dificuldade na movimentação, ruídos, ou defeito no acionamento das persianas ou nas travas

·         Conferir alinhamento – as janelas devem fechar por completo, sem deixar frestas

·         Os vidros devem estar em perfeito estado, sem manchas ou riscos

·         Caixilharia: sem riscos, descascamentos, manchas ou partes amassadas

·         Verificar, ainda, se não há sinais de que a água escorreu pela parede, pois isso pode significar que a janela não é estanque

 

Portas

·         Funcionamento de maçanetas, trincas, travas e fechaduras

·         Conferir se não há partes lascadas, riscos ou manchas

·         Verificar se as portas não fecham sozinhas quando abertas

 

 

Instalações hidráulicas

·         Jogar balde de água nos ralos para ver se há boa vazão

·         Verificar funcionamento correto de todas as torneiras, misturadores e registros

·         Deixar as torneiras abertas por algum tempo e verificar se o escoamento é satisfatório e se há vazamento pelo sifão

·         Ao fechar as torneiras, verificar se não ficam pingando

·         Acionar a válvula de descarga dos vasos sanitários

·         Verificar se vasos sanitários e metais não possuem manchas, riscos, amassados ou trincas

 

Instalações elétricas

Normalmente, a energia elétrica ainda não foi ligada no momento da vistoria dos imóveis novos (é o proprietário quem deve pedir a ligação diretamente na concessionária), porém, há alguns itens que podem ser vistoriados:

·         Verificar se todos os acabamentos de elétrica estão devidamente instalados e se não há nenhuma peça faltante

·         Interruptores: verificar se as teclas são acionadas normalmente, sem estarem soltas ou rasparem umas nas outras.

·         Verificar se as tomadas 220V estão devidamente identificadas

 

Alvenaria/ forro

·         Verificar a presença de trincas. Algumas trincas são trincas da massa, outras, de origem estrutural. Um profissional de engenharia sabe distinguir entre elas.

·         Verificar irregularidades de prumo nas paredes e de nível nos forros

 

Mármores e granitos

·         Verificar presença de trincas e manchas

·         A bancada da cozinha também deve ter caimento em direção à pia ou estar nivelada. Verificar se não está desnivelada para o lado oposto à pia.

·         Verificar rejunte entre bancada e parede – havendo falta ou falhas, a água pode infiltrar por entre a pedra e a alvenaria

·         Verificar se bancadas estão bem fixadas

Contrapiso

·         Deve ter aspecto uniforme, perfeitamente nivelado, sem esfarelamento

·         Presença de porções de cimento, tinta ou massa corrida impregnados no contrapiso

Revestimentos cerâmicos/ porcelanatos/ pastilhas

·         Verificar peças soltas (barulho “oco” ao bater com um cabo de vassoura)

·         Conferir se não há falhas, partes soltas ou trincadas nos rejuntes

·         Apontar a presença de peças mal colocadas, com recortes mal feitos

·         Verificar se há diferença de cores ou manchas nas peças

Pintura (paredes, teto e portas)

·         Verificar a presença de manchas, bolhas ou irregularidades

·         A pintura deve estar limpa e ter aspecto uniforme, sem marcas de rolos ou pincéis

 

 

Além do imóvel em si, o proprietário deve conferir ainda as condições e dimensões de áreas comuns e também da(s) vaga(s) na garagem.

Durante a vistoria, anote tudo e assegure-se de manter uma cópia das anotações com você. Se alguma inconformidade for encontrada e mesmo assim optou-se por receber as chaves, as ressalvas devem constar no termo de aceite.

Levar um checklist no ato da vistoria deixa os proprietários mais tranquilos e menos sujeitos às pressões do momento, evitando,  ainda, transtornos e surpresas desagradáveis após a entregadas chaves.

 

Para imóveis usados, as considerações são praticamente as mesmas, exceto pelos itens que não possuem mais garantia e nem o vendedor tem responsabilidade sobre eles. No caso de imóveis usados, pode-se propor uma negociação de preços ao se constatar falhas, como rede elétrica problemática, hidráulica ou outro fator que pode ser considerado como desvalorizador do imóvel.

 

Essa foi mais uma dica da arquiteta Larissa Zarpelon no Portal WebReforma para os cuidados com seus imóveis.

Esse post é um oferecimento da Z3 Arquitetura e Gerenciamento

2 comentários sobre “Vistoria de imóveis: CHECKLIST

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s