Educação para todos

Segundo o dicionário Aurélio, Educação é o “processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual e moral da criança e do ser humano em geral, visando à sua melhor integração individual e social”.

O Portal WebReforma escolheu como tema para esse especial dia das crianças o que consideramos primordial para a formação de qualquer indivíduo: a Educação!!

O Brasil possui uma população de 190 milhões de pessoas, dos quais 60 milhões têm menos de 18 anos a aproximadamente 29 milhões estão com idade até os 9 anos.

As dificuldades nesse setor são muitas e, quando falamos em educação inclusiva, os desafios são ainda maiores. Das 197 mil escolas existentes no país, cerca de 85 mil atendem alunos com deficiência e isso é menos da metade!

Apesar de sabermos que muito ainda precisa ser feito para a melhoria da educação infantil no Brasil, temos alguns exemplos que nos fazem acreditar que é possível sim, com iniciativas públicas e privadas, fazer a diferença!

Uma odisseia homérica é como descrevem a trajetória desde a idealização em 2011 até a inauguração em 2015 do Centro Educacional Infantil Mundo Para Todo Mundo, na cidade de Curitiba, uma iniciativa UNILEHU – Universidade Livre para a Eficiência Humana, que tivemos o prazer de acompanhar.

4 - foto 1

“Uma escola para todos, para crianças com e sem deficiência, de forma incondicional” é o lema e o objetivo dessa escola que já nasceu tendo por princípio a educação inclusiva e de qualidade para crianças de 2 a 5 anos, na cidade de Curitiba. Curitiba possui cerca de 340 mil crianças com até 6 anos de idade sendo 17 mil com algum tipo de deficiência.

Esse projeto foi idealizado nas bases da educação inclusiva e realizado por um grupo de especialistas nesta área. “O ensino e a aprendizagem do CEI foram pensados de uma forma diferenciada, levando em conta o perfil e o estilo de aprendizagem de cada aluno, concebendo a diversidade do aprendiz como eixo central no processo”, segundo Elizane Mecena, Mestre em Educação que coordenou todo esse grupo responsável pela proposta pedagógica.

Princípios Pedagógicos:

– Garantir educação inclusiva como fundamento de toda ação pedagógica.

– Garantir o acesso à educação de qualidade como direito de todas as crianças.

– Alinhar bases teóricas e conceituais que possam sustentar a prática pedagógica.

Visão: Promover ação pedagógica a partir de metodologias que potencializam o desenvolvimento pessoal/individual de cada criança, considerando sua interação com o grupo.

Missão: Garantir o direito de todas as crianças matriculadas nessa CEI ao acesso ao desenvolvimento, à convivência, à interação e ao conhecimento sistematizado.

5 - foto 2

O projeto arquitetônico ganha destaque nessa obra, sendo todo preparado para garantir a acessibilidade e sustentabilidade ao espaço.

O arquiteto e urbanista Ricardo Mesquita, recomendado no Portal WebReforma, foi o responsável por essa obra que, em conjunto com a equipe do engenheiro Jorge Enjiu, garantiram o sucesso dessa etapa do projeto.

1 - GE-2

Contando com uma equipe treinada e qualificada, houveram pouquíssimas perdas de materiais e geração de resíduos, além de reaproveitarem materiais de outras construções. Aproximadamente 80% da estrutura principal foi feita do aproveitamento de estrutura metálica doada, resultante da demolição de uma antiga garagem de ônibus. Vidros, pisos, portas, pavers e outros materiais foram reutilizados, contribuindo para a diminuição dos custos de construção. As alternativas sustentáveis do projeto foram:

– Sistema de alvenaria estrutural: praticamente elimina-se o uso de madeira, como insumos de formas (pilares e vigas ficam embutidos); instalações elétricas sobem junto com as paredes, eliminando o retrabalho e geração de resíduos do sistema convencional.

– Vidros temperados  seminovos: proporcionam abundante luz e ventilação naturais, com redução do consumo energético de iluminação e ventilação.

– Telhas termoacústicas metálicas: função de cobertura e forro; sào autoportantes, o que reduz custos com estruturas e oferece segurança contra eventos climáticos extremos.

– Coleta de águas pluviais: sistema inovador vertical, possibilita o uso imediato na limpeza e jardinagem, sem a necessidade de energia, a não ser da gravidade.

E a arquiteta Larissa Grah foi a convidada para elaborar o projeto de paisagismo da escola, que teve o Jardim Botânico como inspiração para o Jardim das Sensações, que conta com horta sustentável e calçadas com bastante acessibilidade.

2 - GIF

Foram muitos os apoiadores dessa obra e o dia da inauguração foi uma oportunidade de mais uma vez homenagear a todos que fizeram parte desse projeto, além de proporcionar aos que estiveram presentes a participação da da cápsula do tempo. Todas as mensagens, objetos e presentes foram enterrados dentro de 4 cápsulas que serão abertas em 2028, 15 anos após o primeiro evento. As pessoas que tiverem a oportunidade de abrir as mensagens na data estabelecida poderão vivenciar toda essa alegria e solidariedade.

Quer saber mais sobre o projeto e ser um colaborador ativo? Então entre em contato pelo e-mail: yvy@mundoparatodomundo.org.br ou pelo telefone 41 3333-6464

 

Quer conhecer outros ótimos exemplos de escolas inclusivas no Brasil e no mundo? Acesse o link abaixo do site Diversa – uma iniciativa do Instituto Rodrigo Mendes http://www.diversa.org.br/acervo-de-casos/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s